Paola Bonelli - Um olhar de beleza

13/09/2015 A Mulher do Mês – Maria Angelica Borges-Andrade – Setembro

Maria Angelica Borges-Andrade é uma figura especialíssima. Estilosa, moderna, arrojada, tudo o que veste tem a sua cara, seu jeito e nos dá a nítida impressão que aquilo tudo que fica lindo nela, jamais ficaria em outra pessoa. Por “aquilo tudo”, não pense em exageros. Isso não existe em sua vida. Equilíbrio é o seu nome. E apesar disso, toda a vez que a vejo penso em como esse equilíbrio e harmonia são bons de serem vistos numa mulher tão adequada quanto arrojada. Adoro vê-la. Porque esse equilíbrio vem de dentro, com enorme simpatia e um olhar desconfiado, mineiríssimo, que não poderia faltar.

maria angelica 10 de 10

Ela é empresária e com sua sócia criou O Belo no Papel. Idéia fantástica de jogos americanos descartáveis, pintados e assinados por artistas que gostam da idéia de colorir e adornar mesas pelo Brasil afora. Aliás, nosso Portal também vende essas peças tão lindas quanto práticas.

Participa de maneira pra lá de atuante na confecção da arte de seus jogos americanos. Foi assim com Flammarion Vieira, em sua primeira parceria. Voou do Rio para São Paulo e o resultado, pessoal e profissional não poderia ter sido melhor.

 

Em seu Instagram você lê: “O Belo me Encanta”. Ô, como encanta ! Suas fotos naquela rede social são pura estética, não dá vontade de parar de ver.

No entanto, a mineirnha diz que nunca se preocupou em cuidar da beleza, considera-se mesmo “esculhambada” nessa questão. Passa períodos em que se cuida, depois deixa pra lá. Às vezes se esquece e dorme maquiada. Diz que sua preocupação com beleza poderia ser classificada num “nível médio”. Já fez alguns tratamentos, mas sem muita sequência. Além disso, não é muito ligada a cremes. Atribui sua beleza e apresentação impecável à boa genética herdada da mãe e à uma alimentação legal. Acredita que isto a ajuda.

maria angelica 8 de 10

Na hora de falar de cabelos… Ah, isso ela adora ! Conta que nasceu loura e a primeira coisa que fez quando saiu de casa foi… Ficar ruiva !! Aos 20 anos voltou de Belo Horizonte, onde foi estudar, ruiva. Muito ruiva. Era seu sonho de consumo, sempre foi louca por crianças ruivas. Então, no dia em que pode pintar o cabelo, pintou.

Já teve cabelo com mechas, louro claro, louro escuro, cobre, com topete branco, com a nuca branca, com corte maior, menor… “Mas hoje o que eu mais cuido é do meu cabelo. Ele é grisalho e eu tenho o maior xodó por ele”, conta com sotaque mineiro e dengoso. E prossegue: ” Tenho um cabeleireiro que não consigo trair há muitos anos, que é o Edson da Casa Risco e acho que quem tem cabelo grisalho tem de manter um corte bem ousado pra não virar ‘senhorinha’ “. Coisa que Maria Angélica jamais será ! Ela segue o conceito Ageless, no inglês literal, sem idade. Quem a vê e a conhece percebe que ela poderá acumular muito mais idade, mas jamais será considerada desta forma.

 

“Com 63 anos, não dá pra ficar senhorinha”, ela diz. Usa um shampoo normal da Wella, que ela mistura com cinza pra cabelos brancos. Condicionar é o que encontra na farmácia, não tem marca preferida. Às vezes usa alguma coisa para deixá-lo em pé, um pouco de spray, e adora colocar um arco, uma fita amarrada… Lógico, porque bossa é com ela mesma. às vezes corta até as bainhas das calças de malha pra amarrar uma coisa na cabeça. “Eu adoro!”, diz tirando todo o glamour imaginado por quem a observa.

 

Quanto aos cuidados com o corpo, lá vem mais surpresa !! Sempre detestou fazer ginástica, “nunca fui da área de esportes, gosto de caminhar, de andar”. Há sete anos atrás resolveu contratar um personal para fazer musculação, coisa que ela também não gosta… Hoje em dia consegue manter a musculação duas vezes por semana e caminhada nos outros dias. Mas acredita que o que mais lhe faz bem é a aula semanal de ginástica holística. Cuida do corpo, da postura, do alongamento e conta orgulhosa que até agora conseguiu perder ‘apenas’ um centímetro, “então eu acho que está bom, não é?”. De fato, os parâmetros de Maria Angélica são muito diferentes dos outros e muito autênticos também. É perceptível que seus referenciais são muito pessoais, muito dela, sem deixar-se levar por modismos.

maria angelica 3 de 10

A alimentação é saudável durante a semana, “mas eu sou louca por um torresmo”. Então, basicamente ela come torresmo uma vez por semana sem a menor culpa. Conta que o colesterol está ótimo e que adora frutas e verduras. Mas come carne de porco, tudo que tiver vontade; “eu não sou a favor de privações na alimentação, não. Então, essa história de sopa, de proteína, sem carboidrato, acho que não funciona. Sou contra o radicalismo alimentar. Acho que a gente tem de comer combinado, as cores e os tipos de alimento”.

maria angelica 7 de 10

Maria Angélia levanta uma questão bem interessante a ser refletida e elaborada: ” Acho que está havendo uma mudança no conceito dos padrões de beleza mundiais. Hoje em dia, acabou aquela história de ser só jovem ou ser velha. Então, os padrões estão mudando e é claro que existem aquelas que cultuam o corpo, mas continuo acreditando que nada do que é extremo vale a pena. A gente está caminhando pro melhor. A mulher hoje em dia está menos castigada do que antigamente. Hoje em dia a gente pode ter rugas, né?”. É realmente uma mulher à frente de seu tempo. Essa percepção é para quem é livre.

 

 

 

“Eu já fiz plástica nos olhos, tirei a bolsa, deve ter uns 15 anos ou mais e também fiz redução de mamas. Eu não faria mais plástica, não.  A redução de mamas foi muito chata. Eu acho que o rosto… Estou sabendo envelhecer com as minhas ruguinhas. E de vez em quando, uma vez por ano,um botoxizinho resolve, né?”, conta com um ar sapeca.

 

Maria Angelica termina sua entrevista dizendo algo muito profundo e pessoal: ” Eu tenho pensado muito na história do envelhecer. Pra mim, hoje, a melhor fase, está sendo a dos 60 anos. A maturidade chegou, eu tô livre, tô viva, feliz, realizada. Eu acho que é uma das boas fases da minha vida.

‘O que é belo pra mim? É quando a mulher está feliz, ela está bela. E a beleza vem da maturidade, do jeito que você olha a vida… Então, se você está feliz, você está ficando bela”.

E correndo, completa: “esqueci de dizer que não tomo sol, já tomei demais, por isso é que hoje em dia eu corro dele”.

Sábias palavras !

unnamed (3)


CONTATO
Tel: 21

(21) 2541-5455
(21) 98879-6204

vendas@obelonopapel.com.br
CNPJ 20.042.996/0001-05 - OBELONOPAPEL COMÉRCIO DE ACESSÓRIOS PARA CASA LTDA - Rua Tonelero 145 ,Copacabana, Rio de janeiro - RJ, CEP: 22030-001.
MARIA ANGÉLICA BORGES ANDRADE © 2017 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem